Revista Encontros Edição 112

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Marica perde o ex-prefeito Luciano Rangel

Faleceu na manhã desta sexta feira 22 de fevereiro, o ex-prefeito de Maricá Luciano Rangel, o corpo será velado na Câmara Municipal de Maricá.
O ex-prefeito Luciano Rangel lutava contra um câncer.
Foto Arquivo
Luciano Rangel foi um dos grandes políticos de Maricá, descendente de família tradicional da cidade, nasceu no dia 27 de fevereiro de 1939, filho de Arthurzindo de Abreu Rangel e de Joana Benedicta Rangel, sendo o segundo entre os irmãos Luciene Rangel Cesário da Silva e Luciésio Rangel. 
Ainda em tenra infância já se mostrava estudioso aprendendo as primeiras letras em casa com os pais, fez o primário no Colégio Elisiário Matta, o ginásio no Colégio Maricá. Em Niterói cursou o secundário no Colégio Plinio Leite e a seguir, ingressou na Universidade Fluminense, bacharelando-se em direito.

Luciano Rangel foi um dos grandes políticos de Maricá, descendente de família tradicional da cidade, nasceu no dia 27 de fevereiro de 1939, filho de Arthurzindo de Abreu Rangel e de Joana Benedicta Rangel, sendo o segundo entre os irmãos Luciene Rangel Cesário da Silva e Luciésio Rangel. 
Ainda em tenra infância já se mostrava estudioso aprendendo as primeiras letras em casa com os pais, fez o primário no Colégio Elisiário Matta, o ginásio no Colégio Maricá. Em Niterói cursou o secundário no Colégio Plinio Leite e a seguir, ingressou na Universidade Fluminense, bacharelando-se em direito.


Foto Arquivo
Depois de formado, trabalhou na prefeitura como Secretário e casou-se com a senhora Sueli Peçanha Rangel. Desse enlace nasceram os filhos Érica Peçanha Rangel, Luciano Rangel Junior, Arthurzindo de Abreu Rangel Neto e mais tarde, adotaram um bebê e lhe deram o nome de Angelina Peçanha Rangel.
Ingressou na política na década de sessenta e aos 21 anos já era presidente da Câmara dos Vereadores, no governo de José Carlos Varella, quando estourou o Golpe Militar de 1964,. Além disso, teve participação ativa na sociedade como membro da Liga Maricaense de Desportos, Secretário do Esporte Clube Maricá, Presidente do Núcleo Municipal do CENEC (Companhia Nacional das Escolas da Comunidade), titular do Cartório de Registro Civil, Comissário de Menores e Prefeito da cidade por dois mandatos: 1978 a 1982 e 1996 a 2000.

Em seu histórico político, Luciano Rangel foi responsável por várias obras de grande importância para o município: construiu o prédio da prefeitura de Maricá, recapeou a estrada de Ponta Negra e a ponte sobre o canal, construiu o Fórum antigo da Cidade - hoje Câmara dos Vereadores - construiu a Agencia do Banerj, atual Itaú, a subestação de energia elétrica  no Caxito, instalação da Telerj em prédio próprio; os prédios das Regiões Administrativas dos 2o e 3o Distritos, descentralizando os serviços públicos da cidade. Ampliou a Escola Vereador João da Silva na Barra de Maricá, com nove novas salas de aula; construiu a Escola de Cordeirinho, batizando-a com o nome de Brasilina Coutinho; a Escola Rodrigo Monteiro, na Serra do Cambori; escola de Pedregulho; ampliou a escola do Recanto de Itaipuaçu, fez o Jardim de Infância “Janelinha do Saber”, em Taquaral; ampliou e modernizou o Hospital Conde Modesto Leal, com três enfermarias, um consultório, sala de emergência e mais doze leitos; ampliou o aeródromo em convênio com o DAC, colocando hangar, sanitários, secretaria, sala de aulas no aeroclube; colocou iluminação a vapor em várias ruas de Ponta Negra, Guaratiba, Praça Sidney Corrêa, Praça Milton Santos, Praça Augusto Byron, Praia de Jaconé, Praça da Bandeira, Praça Mario Byron, Praça de Esporte e Lazer Euclides Paulo da Silva, no Vilar de Maricá, reurbanização da Praça do Calaboca e abertura de ruas, estradas e infinidade de outras obras. No inicio de 2012 o ex-prefeito se recolheu para tratar de um problema de saúde muito sério e nos últimos meses infelizmente sua doença agravou-se e veio a falecer nesta manha de 22 de janeiro de 2013 vésperas do seu aniversario onde completaria 74 anos de idade.

Fonte: Jornal Gazeta    
Walter Monteiro / Paulo Celestino

Nenhum comentário:

Postar um comentário